CROSP alerta para o risco de produtos de saúde bucal sem base científica

De acordo com especialistas ouvidos pelo CROSP, a população deve ficar atenta para as ofertas que não tenham embasamento científico e que não tenham sido recomendadas ou prescritas (no caso de produtos controlados) pelo cirurgião-dentista ou profissional da classe, com registro no Conselho de sua região_

São Paulo, junho, 2018 – Embora a Internet propicie muitos benefícios para seus usuários, é preciso ficar atento aos sites e redes sociais que proliferam informações sobre procedimentos e produtos de saúde bucal, sem base científica ou registro em órgãos regulatórios como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas que prometem substituir as indicações feitas por cirurgiões-dentistas e outros especialistas da classe.

O alerta é do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) e vale, especialmente, para as receitas caseiras divulgadas de forma irresponsável, prometendo resultados que só são possíveis a partir do uso de pastas de dentes, enxágues, fios e fitas dentais encontrados em farmácias e supermercados. O uso correto desses produtos ainda é considerado por especialistas a forma mais segura de higienização e combate à cárie.

Para as alternativas aos componentes sem flúor, como argila, carvão ativado, canela em pó, estévia e óleos de laranja e de coco, “não existe evidência científica em estudos de revisão sistemática que comprove a eficácia da utilização de receitas caseiras de pasta de dentes para higienização bucal”, afirma o Secretário do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, Marco Antonio Manfredini. “Essas receitas, diferentemente dos cremes dentais, não possuem concentração definida e podem causar o desgaste do cemento (estrutura que recobre a raiz dos dentes), gerando problemas como a sensibilidade dentária”.

A utilização do flúor nos cremes dentais e também nas águas de abastecimento público possibilitam a redução no número de cáries e o fortalecimento dos dentes. Em média, as pessoas que utilizam o creme dental fluoretado têm 30% a menos de cárie.  “O flúor vem sendo utilizado no mundo há 60 anos e já há milhares de artigos científicos comprovando os seus benefícios para saúde das populações”, finaliza o Secretário do Conselho.

Sobre o CROSP – O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) é uma autarquia federal dotada de personalidade jurídica e de direito público com a finalidade de fiscalizar e supervisionar a ética profissional em todo o Estado de São Paulo, cabendo-lhe zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente. Hoje, o CROSP conta com 115 mil profissionais inscritos. Além dos cirurgiões-dentistas, o CROSP detém competência também para fiscalizar o exercício profissional e a conduta ética dos Técnicos em Prótese Dentária, Técnicos em Saúde Bucal, Auxiliares em Saúde Bucal e Auxiliares em Prótese Dentária. Mais informações: www.crosp.org.br

Download mp3