Dentro da parte mais interna de cada dente há uma área chamada polpa. A polpa contém o sangue, o suprimento e os nervos para o dente. A pulpite é uma condição que causa uma inflamação dolorosa da polpa. Ela pode ocorrer em um ou mais dentes, e é causada por bactérias que invadem a polpa do dente, causando o seu inchaço.

Existem duas formas de pulpite: reversível e irreversível. A pulpite reversível refere-se a casos em que a inflamação é leve e a polpa do dente permanece saudável o suficiente para salvar. As polpas irreversíveis ocorrem quando a inflamação e outros sintomas, tais como dor, são graves, e a polpa não pode ser salva.

A pulpite irreversível pode levar a um tipo de infecção chamada abscesso periapical. Esta infecção se desenvolve na raiz do dente, onde provoca a formação de uma bolsa de pus. Se não for tratada, esta infecção pode se espalhar para outras partes do corpo, tais como os seios nasais, a mandíbula ou o cérebro.

Quais são os sintomas?

Ambos os tipos de pulpite causam dor, embora a dor causada pela pulpite reversível possa ser mais branda e ocorrer somente durante a alimentação. A dor associada à pulpite irreversível pode ser mais severa e ocorrer durante o dia e a noite.

Outros sintomas de ambas as formas de pulpite incluem:

  • inflamação
  • sensibilidade a comida quente e fria
  • sensibilidade a comida muito doce

A pulpite irreversível pode incluir sintomas adicionais de infecção, como:

  • com febre
  • gânglios linfáticos inchados
  • mal hálito
  • gosto ruim na boca

Quais são as causas?

Em um dente saudável, as camadas de esmalte e dentina protegem a polpa contra infecções. A pulpite ocorre quando estas camadas protetoras são comprometidas, permitindo que as bactérias entrem na polpa, causando inchaço. A polpa permanece presa dentro das paredes do dente, portanto o inchaço causa pressão e dor, assim como infecção.

As camadas de esmalte e dentina podem ser danificadas por diversas condições, inclusive:

  • cáries ou cáries dentárias, que causam erosão no dente
  • lesão, como um impacto no dente
  • ter um dente fraturado, o que expõe a polpa
  • trauma repetitivo causado por problemas dentários, como desalinhamento da mandíbula ou bruxismo (ranger de dentes)

Quais são os fatores de risco?

Qualquer coisa que aumente o risco de cárie dentária, como viver em uma área sem água fluoretada ou ter certas condições médicas, como diabetes, pode aumentar o risco de pulpite.

Crianças e adultos mais velhos também podem estar em maior risco, mas isto é determinado em grande parte pela qualidade dos cuidados dentários e hábitos de higiene bucal.

Os hábitos de estilo de vida também podem aumentar o risco de pulpitites, inclusive:

  • maus hábitos de higiene oral, como não escovar os dentes após as refeições e não ir ao dentista para exames regulares
  • comer uma dieta rica em açúcar ou consumir alimentos e bebidas que promovem a cárie dentária, como carboidratos refinados
  • ter uma profissão ou hobby que aumenta o risco de impacto na boca, como boxe ou hóquei
  • bruxismo crônico

Como é diagnosticada?

A pulpite é tipicamente diagnosticada por um dentista. Seu dentista examinará seus dentes. Eles podem tirar uma ou mais radiografias para determinar a extensão da cárie e inflamação dos dentes.

Um teste de sensibilidade pode ser feito para ver se você sente dor ou desconforto quando o dente entra em contato com o calor, frio ou estímulos doces. A extensão e a duração de sua reação aos estímulos pode ajudar seu dentista a decidir se toda, ou apenas parte, da polpa foi afetada.

Um teste adicional de toque do dente, que usa um instrumento leve e rombo para tocar suavemente no dente afetado, pode ajudar seu dentista a determinar a extensão da inflamação.

Seu dentista também pode analisar quanto da polpa do dente está danificada com um testador de polpa elétrica. Esta ferramenta fornece uma carga elétrica minúscula à polpa do dente. Se você for capaz de sentir esta carga, a polpa de seu dente ainda é considerada viável, e a pulpite é muito provavelmente reversível.

Como ela é tratada?

Os métodos de tratamento variam dependendo se a sua polpa é reversível ou irreversível.

Se você tiver uma pulpite reversível, o tratamento da causa da inflamação deve resolver seus sintomas. Por exemplo, se você tiver uma cavidade, remover a área deteriorada e restaurá-la com um enchimento deve aliviar sua dor.

Se você tiver uma pulpite irreversível, seu dentista pode recomendar que você consulte um especialista, como um endodontista. Se possível, seu dente pode ser salvo através de um procedimento chamado de pulpectomia. Esta é a primeira parte de um canal radicular. Durante uma pulpectomia, a polpa é removida, mas o restante do dente é deixado intacto. Depois que a polpa é removida, a área oca dentro do dente é desinfetada, preenchida e selada.

Em alguns casos, todo o dente terá que ser removido. Isto é conhecido como extração do dente. A extração dentária pode ser recomendada se seu dente tiver morrido e não puder ser salvo.

Após uma polipectomia ou extração do dente, informe ao seu cirurgião se você apresentar algum desses sintomas:

  • dor intensa ou que se intensifica
  • inchaço dentro ou fora da boca
  • sentimentos de pressão
  • uma recorrência ou continuação de seus sintomas originais

Gerenciamento da dor

O tratamento da dor, tanto antes quanto depois do tratamento, geralmente é feito com medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs). Estes proporcionam alívio da dor e da inflamação.

Fale com seu dentista sobre a marca de AINEs e a dosagem certa para você. Se você precisar de uma extração de canais radiculares ou dentes, seu cirurgião pode prescrever medicamentos para dor mais fortes.

Prevenção

A pulpite pode ser muitas vezes evitada praticando uma boa higiene oral e visitando um dentista regularmente. A redução ou eliminação de doces, tais como colas açucaradas, bolo e doces, também pode ajudar.

Se você tiver bruxismo, um protetor dentário pode ajudar a proteger seus dentes.

Perspectivas

Consulte seu dentista se você notar alguma dor na boca. Se você tiver uma pulpite, tratá-la cedo pode ajudar a prevenir uma pulpite irreversível. A pulpite reversível é tratada removendo a cavidade e preenchendo o dente. A extração do canal radicular ou do dente pode ser usada para a pulpite irreversível.

Referências

What Is Pulpitis?
https://www.healthline.com/health/pulpitis
Escrito por Corey Whelan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui