É comum crianças sofrerem quedas e os dentes serem atingidos. As maiores complicações devido a traumas, tanto nos dentes de leite como nos dentes permanentes, acontecem por falta de atendimento imediato e controle de possíveis complicações, realizados no consultório pelo profissional.

O quê os pais precisam saber:

1o) Que o dente de leite tem raiz e que no seu interior existe um canal por onde passam nervos e vasos sangüíneos (polpa). Também que o dente permanente está sendo formado muito próximo desta raiz, desde quando a criança nasce. Assim, existe o risco do dente permanente ser atingido pela raiz do dente de leite, em um trauma (Figura 01). Figura 01: P > Dente Permanente / D > Dente de leite / C > Canal do dente de leite

2o) Que todo dente que sofre traumatismo tem que ter acompanhamento clínico e radiográfico no consultório, pelo período de no mínimo 1 ano e 6 meses para os dentes de leite e de 5 anos para os dentes permanentes, pois podem acontecer complicações decorrentes do trauma.

3o) Que nem sempre o dente afetado por trauma apresenta alteração da cor. No entanto, isto pode ocorrer e caberá ao profissional avaliar se haverá indicação de algum tratamento ou apenas da continuidade do controle periódico.

4o) Que “pequenos” traumas nos dentes de leite podem causar a morte da polpa e que se o tratamento de canal não for realizado a tempo, problemas nos dentes permanentes poderão ocorrer.

O que fazer no caso de trauma dental:

1o) Procure entrar em contato com o Dentista imediatamente, em qualquer horário.

2o) Nos casos em que acontecem leve sangramento e/ou aumento da mobilidade, pode ter ocorrido uma fratura de raiz, e o atendimento deve ser o mais rápido possível.

3o) Quando o dente sai parcialmente da posição, quanto mais rápido for reposicionado maiores são as chances de ser recuperado.

4o) Quando o dente permanente sai totalmente, quanto mais rápido for reimplantado, maiores serão as chances de sucesso. Coloque o dente num recipiente com soro fisiológico, leite, saliva ou água, e procure imediatamente o Profissional.  

Se isso acontecer com o dente de leite, o reimplante não está recomendado, mas é muito importante que o profissional examine a criança o mais rápido possível.

5o) No caso de quebrar uma parte do dente e esta parte for encontrada, coloque-a na água filtrada e procure o dentista imediatamente, pois dependendo do tamanho do fragmento, é possível fazer sua colagem no dente, recuperando-o esteticamente. Outro ponto importante é que nestes casos de fratura, a polpa pode estar exposta e precisa ser protegida o mais rápido possível.

Lembre-se: Tenha sempre o telefone do consultório, da residência e o celular do seu Dentista a sua disposição.

_____________________________________________________________________  

* Percinoto C, Côrtes MIS, Bastos JV, Tovo MF. Abordagem do Traumatísmo Dentário. In: Associação Brasileira de Odontopediatria. Manual de Referências para

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui